terça-feira, 16 de outubro de 2012

Incêndio que queimou 22% do Parque do Cipó foi criminoso

Quem salvou os restantes 78% foi a chuva. Não há prevenção eficiente. Faltam pessoal e equipamentos para conter focos de incêndio, eles só aparecem quando o fogo toma grandes proporções. Não é só o fogo que destrói o parque, a especulação imobiliária também avança sobre ele.

Do saite Eco Notícias.
Incêndio no Cipó pode ter queimado um quinto do parque 
Daniele Bragança
Com ajuda da chuva e de mais de 160 homens, foi controlado no último sábado (13) o incêndio de grandes proporções que destruiu parte do Parque Nacional da Serra do Cipó, na região Central de Minas Gerais. Para o ICMBio, a origem do incêndio foi criminosa. "Quem colocou fogo sabia exatamente onde colocar", afirmar Edward Elias, analista ambiental e chefe substituto do Parque Nacional da Serra do Cipó.
Segundo dados preliminares do ICMBio, cerca de 7 mil hectares do Parque foram atingidos pelo fogo. Como a Parque Serra do Cipó tem 31.639 hectares, isso significa que 22% do parque queimou. O cálculo é impreciso. O total da área queimada só será conhecido depois, mas já se sabe que é o pior incêndio nos últimos 20 anos.
A situação se complicou na semana passada por causa do vento forte, que fez o fogo se alastrar de modo muito rápido. Além do vento, a ausência de chuvas piorou a situação. Fazia 4 meses que não chovia na região. Finalmente, a frente fria que tomou conta da região no feriado trouxe também a chuva, que ajudou no combate as chamas.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.