quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Publicidade migra para a internet

Gradativamente, surge uma nova imprensa, na qual os jornalistas são os donos dos veículos, na internet. Paulo Nogueira, assim como Luís Nassif e outros, fez carreira na grande imprensa, especialmente na Abril, onde foi editor da Exame. É um novo paradigma de comunicação que se estabelece.

Do Diário do Centro do Mundo.
O avanço da internet e o futuro deste Diário 
Paulo Nogueira, 3 de outubro de 2012
A receita de publicidade na mídia digital nos Estados Unidos está prestes a igualar – e logo ultrapassar – a TV, como mostra um levantamento da Business Insider.
Isto é um fato histórico para a mídia.
Entre 2006 e 2011, a publicidade digital saiu de 23% do bolo para 38%. A TV ficou estagnada na casa de 40%. As demais mídias estão sendo particularmente castigadas. A mídia impressa, no mesmo período, recuou de 20% para 9%. O rádio, de 11% para 7%.
É uma boa notícia em todos os sentidos. Significa, do ponto de vista jornalístico, a diversificação das idéias, das fontes de informação e das análises. Em boa parte do mundo, Estados Unidos e Brasil incluídos, houve uma espécie de monopolização da opinião jornalística por poucos grupos e poucas famílias. A internet rompeu este monopólio, e isso é bom para o interesse público.
Para o Diário, especificamente, é um dado auspicioso. Estamos prestes a nos converter num saite de notícias e análises, e isso quer dizer boas perspectivas para o futuro.
Entendemos que a sociedade brasileira receberá cordialmente um jornalismo apartidário, isento de verdade, de mente aberta e alerta, cosmopolita – e completamente desvinculado do tendencionismo que tomou conta do conteúdo das grandes empresas de mídia nacional.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.