sábado, 4 de outubro de 2014

Eleitor mineiro não dá a mão a Aécio

A foto histórica, do Figueiredo, foi tirada pelo grande fotógrafo Guinaldo Nicolaevsky, que revelava negativos orientando-se pela luz da chama do cigarro.
O eleitor mineiro nas outras fotos (ao que parece, de Juliana Baeta, do O Tempo -- oxalá se tornem históricas também) fez o que muitos gostariam de fazer. Talvez não saiba que o vice-rei das Geraes persegue aqueles que não se curvam a ele.
É bom não só divulgá-lo, mas acompanhá-lo para preservá-lo de possíveis retaliações. Lembremos que Aécio está processando feicibuqueiros, blogueiros e jornalistas que publicaram informações que o desagradaram.
Segundo matéria do Paulo Peixoto na Folha (que não pode ser reproduzida, mas pode ser lida aqui), trata-se do músico Fábio Martins, morador do aglomerado da Serra. Aécio estava acompanhado de Pimenta, Anastasia e "militantes" contratados.
No seu perfil no Facebook, segundo a revista Fórum, Fábio Martins escreveu:

"Política? "Você foi um canalha, lhe faltou escrúpulos, por isto a Serra é mal vista desta forma"… Foi o que ouvi a pouco de militantes e ativistas do PSDB na porta da minha casa! Cheguei do serviço e notei uma movimentação diferente pelas ruas da favela, perguntei a minha mãe o que ocorria e ela me disse que o Senhor Excelentíssimo Aécio Neves estava na praça aqui do lado e iria passar na rua de casa em passeata! Entrei e fui descansar, quando tocou a campainha atendi era uma moça que me ofereceu uns panfletos de propaganda os quais não peguei, ela também pediu um copo com água, fui buscar e quando voltei entreguei o copo a moça e notei que o tal candidato já estava quase no portão, eis que me veio uma, acho eu, organizadora da passeata e disse: "Aperte a mão do Aécio", e olhei pro lado já estava lá o cara com a mão estendida em minha direção. Simplesmente ergui minha mão e um pouco antes de tocar a mão dele refuguei o movimento e o deixei com a mão no ar e disse que ele não merecia pegar na minha mão! O rapaz ficou muito sem graça! O cortejo seguiu e passado alguns minutos voltaram a minha porta 3 militantes do PSDB e um jornalista do O Tempo, falei algumas palavras para o jornalista que disse que tenho coragem e em seguida ouvi dos dos militantes (políticos aqui da Serra) que fui um canalha, mal educado, sem escrúpulos e era por atitudes como a minha que a Serra, comunidade onde moro toda minha vida, é tão mal vista! Aos ativistas, militantes, sei lá o quê, que voltaram, tenho poucas palavras pra gastar com vocês, mas não poderia deixar de dizer a constatação que hoje tive: vocês não sabem mesmo o significado da palavra DEMOCRACIA. O mesmo direito que o Senhor Excelentíssimo Aécio Neves tem de subir o morro e forjar aqueles abraçados e apertos de mão nesse povo humilde que aqui habita, tenho eu, um humilde morador de um aglomerado de BH, de não sujar minha mão nesse poço de lama. Pois será que o canalha sou eu, vos pergunto? O mal educado sou eu? Será que a Serra e mal vista por atitude de resignação igual a que tive hoje? Responda quem souber! Sei que orgulhosamente moro no morro e sei o quanto é pura e sofrida essa gente, que não tem aeroporto na família, nem vários processos por desvio de milhões e que deseja pelo menos poder ter esperança! Só lembrando, não tenho partido, não defendo canalha. Não voto em Dilma, Marina e hoje, mais que nunca, tenho repulsa ao PSDB e seus candidatos…
FM."

Do blog O Cafezinho.

figueiredo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.