sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Lacerda termina campanha no seu estilo

Arbitrário. Fazendo o que impede os outros de fazer -- no caso, obstruindo o trânsito na Avenida Afonso Pena. Dia desses num discurso disse que manifestações de trabalhadores atrapalham o trânsito. Em manifestações recentes a PM impediu que uma não inteira fosse ocupada e reprimiu os manifestantes. Cumpria "ordens", seguia "uma norma". Hoje, porém, não bateu nem liberou o trânsito. Lacerda e Aécio -- é claro que Lacerda tinha a companhia do Aécio, porque ainda não aprendeu a andar com as próprias pernas -- podem fazer o que os belo-horizontinos comuns não podem, eles são os donos de Belo Horizonte. Embora um more no Rio e outro, em Brumadinho. E o pior é que os dois nem estavam lá! O trânsito ficou todo parado e as pessoas esperando os dois chegarem, com uma hora e meia de atraso! É o desrespeito com a população que Lacerda demonstrou em quatro anos de mandato.

Da Folha de S. Paulo.
Caminhada de Aécio e Lacerda causa tumulto no centro de BH
Paulo Peixoto, de Belo Horizonte
Uma caminhada do senador Aécio Neves e do governador de Minas, Antonio Anastasia, ambos do PSDB, com o prefeito e candidato à reeleição Marcio Lacerda (PSB) nesta sexta-feira (5) provocou caos por quase duas horas nas ruas centrais de Belo Horizonte e em bairros adjacentes.
A principal avenida do centro da capital mineira, a Afonso Pena, teve uma pista interrompida totalmente por 23 minutos pelos cerca de 2.000 apoiadores e cabos eleitorais -- número estimado da campanha de Lacerda.
Eram 12h25min de uma sexta-feira, véspera de fim de semana eleitoral e nas proximidades da rodoviária da cidade, onde o trânsito é habitualmente ruim. O trânsito travou. Nenhum carro ou ônibus conseguia andar. Pessoas se aglomeravam nas paradas de ônibus.
Após muitos pedidos do locutor sobre um dos caminhões de som, a atrapalhada organização da caminhada eleitoral conseguiu liberar uma única faixa da pista interditada, inclusive por um outro caminhão de som da campanha.
Pouco adiantou. Eram carros, motos e ônibus demais para apenas uma faixa. O evento estava marcado para as 12h e as três estrelas da caminhada só chegaram ao local uma hora e meia após o horário.
A avenida Afonso Pena sempre foi palco de passeatas, especialmente de servidores públicos em greve. Mas a Polícia Militar não permite o bloqueio total da pista. Em muitas ocasiões isso já foi motivo de repressão aos manifestantes.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.