quinta-feira, 4 de outubro de 2012

ONU: salário do professor brasileiro é um dos piores

Quando os professores dizem isso e fazem greve, os governadores tucanos, como Anastasia, mandam a polícia descer o cacete. Agora é um jornal de direita quem diz, repetindo um reconhecimento internacional. Será que vai adiantar? Há um piso salarial legal, mas os governadores e prefeitos não o pagam -- descumprem a lei e não acontece nada. Que futuro podemos ter sem cuidar da educação dos nossos filhos? Como cuidar da educação sem pagar bem aos professores? Tem dinheiro para empreiteiras, tem dinheiro para o agronegócio, tem dinheiro para construir Centro Administrativo, tem dinheiro pra tudo, só não tem para o que é mais importante: a educação.

Do Estado de S. Paulo.
Professor brasileiro é dos mais mal pagos do mundo
Jamil Chade, de Genebra
Professores brasileiros em escolas de Ensino Fundamental têm um dos piores salários de sua categoria em todo o mundo e recebem uma renda abaixo do Produto Interno Bruto (PIB) per capita nacional. É o que mostram estudos realizados por economistas, por agências da ONU, Banco Mundial e Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).
Num estudo realizado pelo banco UBS em 2011, economistas constataram que um professor do Ensino Fundamental em São Paulo ganha, em média, US$ 10,6 mil por ano. O valor é apenas 10% do que ganha um professor nesta mesma fase na Suíça, onde o salário médio dessa categoria em Zurique (Suiça) seria de US$ 104,6 mil por ano.
Numa lista de 73 cidades, apenas 17 delas registraram salários inferiores aos de São Paulo, entre elas Nairobi (Quênia), Lima (Peru), Mumbai (Índia) e Cairo (Egito). Em praticamente toda a Europa, Estados Unidos e Japão, os salários são pelo menos cinco vezes superiores ao de um professor do Ensino Fundamental em São Paulo.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.