sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Contra as bombas de fragmentação

A indústria bélica é uma das três forças reacionárias que detêm o poder mundial e impõem quase todos os sofrimentos que a humanidade vive e pode evitar -- as outras são os bancos e os velhos veículos de comunicação. Não é à toa que a velha imprensa faz propaganda dos pacotes recessivos do FMI e organismos similares, não é à toa que se coloca contra campanhas de desarmamento, não é à toa também que violência e crise econômica são seus assuntos preferidos: os três setores vivem em simbiose macabra. Não há justificativa para a fabricação de armas como estas bombas senão os interesses financeiros da indústria da morte.

Da Avaaz.
4 dias para salvar nossas crianças das bombas de fragmentação
Ahmad pegou um objeto de metal brilhante em um parque onde ele estava comemorando seu 5o aniversário no Líbano. Era uma bomba não detonada, que explodiu em seu rosto, matando-o lentamente na frente de sua família. Três anos atrás, a pressão pública conseguiu impor uma proibição a essas cruéis bombas. Mas agora os EUA estão fazendo lobby com outras nações para que eles silenciosamente assinem uma nova lei que permita a utilização das bombas de fragmentação - assinar a sentença de morte de milhares de outras crianças. A maioria dos países ainda estão em cima do muro sobre como votar. Somente se dispararmos o alarme em todo o mundo poderemos envergonhar nossos governos para impedir que esta decisão mortal seja tomada. Posições estão sendo tomadas agora. Temos apenas quatro dias até que os países se reúnam para enviar aos nossos líderes uma mensagem clara: defendam a proibição das bombas de fragmentação e mantenham nossas crianças a salvo. A petição abaixo será entregue diretamente aos delegados na conferência de Genebra.
Aos Chefes de Estado em todo o mundo:
Como cidadãos preocupados apelamos a você para fazer tudo em seu poder para parar o uso das bombas de fragmentação. Mais de 100 governos concordaram em proibir essas armas indiscriminadas. A Convenção sobre Certas Armas Convencionais que acontecerá nos próximos dias deveria concordar com essa proibição, garantindo que munições de fragmentação sejam proibidas de forma abrangente e crianças inocentes protegidas.
Clique aqui para assinar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.