segunda-feira, 8 de julho de 2013

Aberração de empreiteira brasíleira no Panamá

Da série "o que o Brasil exporta".

Do Opera Mundi.
Obra no Panamá pode colocar em risco Patrimônio da Humanidade 
Unesco condenou viaduto gigante construído no mar. Assembleia vai avaliar caso em 2015, quando obra já estará pronta 
Ana Caroline Castro, Agência Pública, Cidade do Panamá

"São mais de 340 anos de história perdidos. O dano visual é horrível, o horizonte do Golfo do Panamá se perdeu, não se vê mais a península", lamenta Hildegard Vasquez, presidente da Fundación Calicanto, uma organização que tem como missão a proteção do patrimônio histórico e humano do Panamá.
A arquiteta se refere ao viaduto de seis pistas com 2,8 quilômetros de extensão que rasga o mar em frente à península do bairro histórico de Casco Antiguo, na capital do país, tombado em 1997 como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. A obra, da empreiteira brasileira Odebrecht, faz parte da nova rede viária do Panamá, a Cinta Costera, contratada por cerca de 1 bilhão de dólares – dos quais US$ 780 milhões foram para o viaduto que interliga duas avenidas fazendo a conexão da parte sul da Cidade do Panamá para as pontes que levam às cidades-dormitórios.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.