quarta-feira, 17 de julho de 2013

Os cartéis que controlam o transporte público

É a farra dos empresários com o dinheiro público.

Do Spresso SP.
Esquema de cartel em licitações do Metrô e CPTM age desde 1998, diz investigação 
Empresas teriam atuado na licitação da primeira fase da Linha 5-Lilás do metrô, durante a gestão tucana de Mário Covas

As investigações sobre a formação de cartel com o objetivo de fraudar licitações do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), denunciada pela multinacional alemã Siemens, apontaram que já existia indícios de esquemas ilegais nos processos de fornecimento de equipamentos em 1998, na gestão do governador tucano Mário Covas, falecido em 2001.
Inaugurada em 2002, a licitação da primeira fase da Linha 5-Lilás do metrô, que liga as estações Capão Redondo e Largo Treze, na zona sul da capital paulista, já teria sido alvo do cartel, segundo a investigação. As obras deste setor começaram em 1998.
Outra obra iniciada na gestão Covas foi a extensão da Linha 2-Verde, da Ana Rosa até o Ipiranga, que terminou em 2010. Segundo a denúncia da Siemens, encaminhada ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), 11 empresas fazem parte do esquema.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.