quarta-feira, 17 de julho de 2013

Transporte público será discutido amplamente

Presidente prossegue na agenda de ouvir as ruas sobre as questões nacionais colocadas em xeque pelas manifestações. Enquanto isso, oposição e aliados boicotam plebiscito, constituinte, mais médicos etc.
É preciso criar órgãos permanentes para acompanhar e decidir sobre as políticas de transporte e os preços das tarifas, com participação popular direta (não a representação fajuta dos políticos profissionais que fazem lobbies empresariais) e plebiscitos para tomar decisões.

Da Agência Brasil
Dilma convoca "ampla" reunião para discutir planilha de cálculo das tarifas de transporte público
Danilo Macedo

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje (17/7/13) que está convocando uma "ampla" reunião com gestores públicos de todo o país e profissionais da área de transportes para discutir a planilha de cálculo das tarifas de transporte público. Segundo Dilma, estão sendo chamados prefeitos, governadores, movimentos sociais, o Fórum Nacional de Secretários de Transporte, setores da academia, prestadores de serviço de transporte e trabalhadores do setor.
"A maioria dos municípios usa hoje, em 2013, a metodologia desenvolvida pelo Geipot [Empresa Brasileira de Planejamento de Transportes, já extinta] em 1984 e atualizada em 1993. Portanto, 20 anos atrás", disse a presidenta durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), no Palácio Itamaraty.
Durante o evento, Dilma disse que o país é pobre em investimentos em mobilidade urbana, com um espaço "extremamente desigual" e o trânsito afetando toda a população. "Esse processo de alimentar a desigualdade e não dar soluções a ela acaba atingindo toda a população, mesmo aqueles que têm uma renda maior, porque são impactados por um trânsito absurdo e infernal."
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.