quinta-feira, 11 de julho de 2013

Microsoft, macroespionagem

E alguns diziam que era teoria da conspiração

Do Opera Mundi.
EUA tiveram colaboração direta da Microsoft para espiar Hotmail, Outlook e Skype 
Em réplica, empresa norte-americana insistiu que só revela dados de usuários "em resposta às demandas do governo"

A Microsoft permitiu à NSA (Agência de Segurança Nacional, na sigla em inglês) interceptar a comunicação de seus usuários e ajudou a organização a burlar a sua própria criptografia, segundo revelou nesta quinta-feira (11/7) o jornal The Guardian, com base em documentos secretos fornecidos pelo ex-consultor da CIA Edward Snowden.
Os documentos denunciam que a Microsoft ajudou a NSA a quebrar os códigos do novo portal Outlook, uma vez que a agência não estava conseguindo interceptar as conversas realizadas através dele. A NSA já tinha acesso à fase pré-criptografada dos e-mails tanto do Outlook quanto do Hotmail.
Além disso, a empresa de Bill Gates trabalhou com o FBI no início do ano para facilitar o acesso da NSA ao SkyDrive, serviço de armazenamento que permite ao usuário hospedar qualquer tipo de arquivo e já conta com mais de 250 milhões de adeptos no mundo. O Skype, comprado pela Microsoft em 2011, também cooperou com agências de inteligência no último ano para permitir que o programa de espionagem Prism coletasse vídeos e áudios de conversas.
A íntegra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.